Voz do Consumidor

Os brinquedos vendidos no natal são seguros?

Com a proximidade do Natal, aumenta a movimentação de compras e julgamos necessário alertar o consumidor para a compra de brinquedos seguros.

brinquedos seguros

Com a proximidade do Natal, que, tradicionalmente, aumenta consideravelmente a movimentação de compras, julgamos necessário alertar o consumidor para a compra de brinquedos seguros.

Essa conscientização é urgente pois segundo os dados do Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo (Sinmac) os brinquedos são o segundo grupo de produtos com mais relatos de acidentes registrados em 2020 (9,2%).

O Inmetro faz um alerta sobre a segurança de brinquedos vendidos on-line e lista uma série de recomendações e precauções que devem ser tomadas para fazer uma compra segura de brinquedos.

  • Verifique se o produto que pretende adquirir foi objeto de recall.

Como?


Você pode pesquisar, no Sistema Nacional de Alertas de Recall (SNAR) do MJ e em Bases de dados internacionais: Portal Global de Recalls da OCDE; Rapex e Sistema Interamericano de Alertas Rápidos (SIAR), que o Inmetro faz parte, são bases de dados importante sobre Recall.

  • Leia todas as informações e as instruções de segurança.

Verifique se tem o selo do Inmetro e o logotipo do organismo de certificação; faixa etária a que se destina e informações sobre o fabricante do produto.

  • Fique atento às informações sobre o site que está comprando.

Confira se há dados de contato para caso de dúvidas ou problemas e prefira os que já conhece e confia.

  • Se encontrar algum problema, relate!

Informe problemas relacionados à segurança de produtos ao revendedor on-line ou à plataforma digital. Entre em contato com o Procon de sua região e com o Inmetro, por meio da Ouvidoria (telefone 0800 285 1818, de segunda a sexta-feira, das 9 h às 17 h, ou formulário http://www.gov.br/inmetro/pt-br/ouvidoria/ouvidoria.asp).

Você já comprou? Então siga essas dicas.

Dependendo da idade do seu filho, inspecione se o brinquedo chegou na sua casa em perfeito estado. Certifique-se de que:

  • Não há peças pequenas soltas, especialmente se crianças menores de 3 anos estiverem na casa; não possui arestas ou pontas afiadas e cordões longos que podem se enrolar no pescoço de uma criança.
  • Se há compartimentos de bateria soltos, quebrados ou fáceis de abrir. Retire o brinquedo da embalagem antes de entregá-lo à criança. Caixas e sacos plásticos devem ser retirados do alcance da criança, a fim de prevenir acidentes com grampos e similares e, até mesmo, o risco de sufocamento.
  • Leia com atenção as instruções de uso.
  • Fique atento às atualizações de segurança do brinquedo. Pesquise nas mesmas bases de dados citadas anteriormente e veja se há possibilidade de se cadastrar para receber alertas sobre recall do produto que adquiriu.
  • E lembrem-se que toda brincadeira deve ser sempre supervisionada por adultos!

Fonte: Inmetro


Leia também:

Problemas com telefonia? Conheça a Anatel!

Comércio encerra o ano com confiança em queda

Auxílio emergencial não será prorrogado

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments